COMO ACABAR COM O MEDO DOS PERSONAGENS?

COMO ACABAR COM O MEDO DOS PERSONAGENS?

A festa de aniversário pode virar um pesadelo se seu filho pequeno se impressiona com um personagem, certo? Saiba que o susto está relacionado ao exagero de certas características físicas, que soam estranhas ao padrão da criança: sapato grande, cabelos exagerados, unhas imensas e até mesmo máscaras, que descaracterizam o ser humano.

“Quando a pessoa se caracteriza como personagem, pode destoar do que criança gosta, conhece e se identifica”, explica a psicóloga Angela Caron.

Assim, se a criança ama o personagem, mas os pais sentem que pode ter medo dele ao vivo, a dica é fazer a criança participar da montagem. Deixe a criança ver que o cabelão é uma peruca, que o “tio” usa maquiagem para ficar com a boca maior, que aquele pé grande é apenas um sapato. Deixe a criança tocar na roupa, nos adereços. A tendência é que ela perceba que é uma pessoa com uma roupa do personagem que ela gosta. E o melhor: ela está participando daquela surpresa da festa.

Caso a criança seja convidada e se assuste com o personagem da festa é mais simples. “Nesse caso basta tirar o foco da criança do personagem, respeitando a aversão daquela situação, afastando a criança  do personagem mostrando um brinquedo; ofereça algum alimento, fique com ela até ela se sentir confortável em interagir e pronto:  ela vai passar pelo evento com mais tranquilidade”, diz Angela Caron.

rio pode virar um pesadelo se seu filho pequeno se impressiona com um personagem, certo? Saiba que o susto está relacionado ao exagero de certas características físicas, que soam estranhas ao padrão da criança: sapato grande, cabelos exagerados, unhas imensas e até mesmo máscaras, que descaracterizam o ser humano.

“Quando a pessoa se caracteriza como personagem, pode destoar do que criança gosta, conhece e se identifica”, explica a psicóloga Angela Caron.

Assim, se a criança ama o personagem, mas os pais sentem que pode ter medo dele ao vivo, a dica é fazer a criança participar da montagem. Deixe a criança ver que o cabelão é uma peruca, que o “tio” usa maquiagem para ficar com a boca maior, que aquele pé grande é apenas um sapato. Deixe a criança tocar na roupa, nos adereços. A tendência é que ela perceba que é uma pessoa com uma roupa do personagem que ela gosta. E o melhor: ela está participando daquela surpresa da festa.

Caso a criança seja convidada e se assuste com o personagem da festa é mais simples. “Nesse caso basta tirar o foco da criança do personagem, respeitando a aversão daquela situação, afastando a criança  do personagem mostrando um brinquedo; ofereça algum alimento, fique com ela até ela se sentir confortável em interagir e pronto:  ela vai passar pelo evento com mais tranquilidade”, diz Angela Caron.

Outros Posts

Depoimentos